História


2014

Abertura do Ano Científico com João Augusto Frayze-Pereira (Membro da SPBdeSP) 
Debatendo as obras de Lucian Freud


2013

50 anos da SPPA


2012

A SPPA passa a fazer parte da rede social Facebook.


2011

Início das atividades do grupo de estudo de Carlos Barbosa e Garibaldi, com o apoio da SPPA.


2010

Início das atividades do grupo de estudo de Santa Maria, com apoio da SPPA


2009

Início das atividades do grupo de estudo de Caxias do Sul – Núcleo de Psicoterapeutas da Serra Gaúcha, com apoio da SPPA


2008

Início da parceria da SPPA com a Secretaria Municipal de Educação (SMED)


2006

Comemorações dos 150 anos do nascimento de Freud.


2005 Cláudio Eizirik assume a presidência da IPA (2005-2009).
A Comissão de Psicanálise da Infância e da Adolescência é designada Núcleo da Infância e da Adolescência


2003

Cláudio Eizirik é eleito presidente da IPA
Evento “Freud para todos”, organizado pela SPPA no Santander Cultural, em Porto Alegre.
Início das atividades do Grupo de Estudo em Florianópolis – Núcleo Psicanalítico de Santa Catarina


2002

Início das atividades dos grupos de estudo de Novo Hamburgo e de Passo Fundo, com o apoio da SPPA


2001

Cláudio Laks Eizirik é empossado vice-presidente da IPA para a América Latina
Inauguração da sala Santiago Wagner na SPPA.


2000

Reconhecida pela IPA a Formação em Psicanálise da Infância e da Adolescência da SPPA


1999

Primeira reunião científica da Associação dos Candidatos da SPPA.
Realização do I Simpósio dos Candidatos da SPPA.
I Simpósio da Psicanálise da Infância e da Adolescência


1998

SPPA acolhe a sede da FEPAL, com Cláudio Eizirik na presidência.
Falecimento de David Zimmermann.


1997

Conclusão da primeira turma de formação de psicanalistas da infância e da adolescência do Instituto de Psicanálise da SPPA


1996

SPPA inaugura a sala Cyro Martins.
O Jornal da SPPA substitui o Boletim.
É criado o site da SPPA.
A Comissão de Psicanálise da Infância e Adolescência é criada na SPPA


1995

Comemoração dos 100 anos da Psicanálise com vários eventos promovidos pela SPPA


1993 Comemoração dos 30 anos da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre.
I Encontro de Psicanálise da Infância e da Adolescência na SPPA.
Lançamento do 1o volume da Revista de Psicanálise da SPPA.


1992

Início do Grupo Optativo de Observação de Bebês na SPPA


1991

A SPPA obtém a declaração de utilidade pública da Prefeitura de Porto Alegre e do Estado do Rio Grande do Sul.
Ocorre o I Simpósio do Instituto de Psicanálise da SPPA. n Iniciada a informatização da SPPA.


1990

Inauguração da Biblioteca Roberto Pinto Ribeiro e do Auditório Mário Martins.


1989

Comemorações do cinquentenário da morte de Sigmund Freud.
Aceitação de psicólogos para a Formação Psicanalítica na SPPA.
Criação da Formação Psicanalítica de Crianças e de Adolescentes no Instituto de Psicanálise da SPPA


1988

Primeiro Simpósio Interno da SPPA


1985

Morte de Zaira Martins, em 7 de agosto.
Início das atividades do Centro de Estudos Psicodinâmicos de Florianópolis, com o apoio da SPPA.


1982

Em janeiro, é editado o primeiro número do Boletim Informativo da SPPA


1981

Em 19 de abril, morre Mário Martins, membro didata, primeiro presidente e fundador da SPPA.
Sugerida a criação de uma Comissão Científica da SPPA.


1979

A Revista Brasileira de Psicanálise publica, em noticiário especial, as manifestações afetuosas com que foi assinalado o aniversário de 70 anos de Mário Alvarez Martins


1978

Homenagem da SPPA a Mário Martins e Cyro Martins, que completaram 70 anos


1975

David Zimmermann é eleito um dos vice-presidentes da IPA


1974

David Zimmermann é eleito presidente da comissão organizadora do V Congresso Brasileiro de Psicanálise, realizado em Porto Alegre, pela SPPA, em 1975


1971

Mudança para a nova sede na rua General Andrade Neves


1970

Falecimento de Celestino de Moura Prunes, um dos fundadores da SPPA
Início dos seminários sobre a Psicanálise da Infância, na SPPA
VIII Congresso Psicanalítico Latino Americano, organizado e dirigido pela SPPA


1969

I Congresso Brasileiro de Psicanálise em Caxias do Sul/RS, organizado e dirigido pela SPPA


1967

A Associação Brasileira de Psicanálise é fundada, sendo a SPPA uma das quatro sociedades brasileiras envolvidas nesse processo.
Relançamento da Revista Brasileira de Psicanálise.


1965

Primeira visitante nacional à SPPA como instituição vinculada à IPA: Virgínia Bicudo, diretora do Instituto da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo.
Intercâmbio de didatas da COPAL: visita de Roberto Pinto Ribeiro ao Uruguai, representando a SPPA. Designados vice-presidente da COPAL, Mário Martins, e vogal, Cyro Martins


1964

Cyro Martins e David Zimmermann representam a SPPA na reunião anual do Conselho Coordenador das Organizações Psicanalíticas da América Latina (COPAL), em Buenos Aires, no Simpósio Anual da Associação Psicanalítica Argentina.


1963

A SPPA é reconhecida como Sociedade pela IPA no seu XXIII Congresso em Estocolmo. Mário Martins foi seu primeiro presidente e Roberto Pinto Ribeiro o primeiro secretário


1961

O Centro de Estudos é reconhecido pela IPA no seu XXII Congresso em Edimburgo, sob o patrocínio da Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro


1960

Registro em cartório do Centro de Estudos Psicanalíticos de Porto Alegre.
Primeira visita de Leite Lobo, psicanalista da Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro.


1959

Primeira turma do Centro de Estudos Psicanalíticos de Porto Alegre composta por Ernesto La Porta, Paulo Guedes, David Zimmermann, Günter Würth, Roberto Pinto Ribeiro, José Maria Santiago Wagner, Sérgio Paulo Annes, José de Barros Falcão, Avelino Costa, Manuel Antônio Albuquerque, Luiz Carlos Meneghini, Leão Knijnik e Fernando Guedes.


1957

Fundação do Centro de Estudos Psicanalíticos de Porto Alegre, por Mário Alvarez Martins, José Jaime Lemmertz, Cyro Martins e Celestino de Moura Prunes


1954

Cyro Martins retorna de Buenos Aires, onde se analisou com Arnaldo Rascowsky


1952

Celestino Prunes retorna do Rio de Janeiro, onde se analistou com Werner Kemper (originário do Instituto de Berlim)


1949

José Lemmertz retorna de Buenos Aires, onde se analisou com Luiz Rascowsky, e se associa a Mário Martins para promover a Psicanálise.


1947

Mário Martins retorna de Buenos Aires o que configura o início do movimento psicanalítico organizado em nosso meio, sendo ele o primeiro analista com formação oficial a exercer suas atividades em Porto Alegre.


1945

Mário Martins partiu para Buenos Aires, juntamente com sua esposa Zaira Bittencourt Martins, para realizarem sua formação analítica, e o fizeram analisando-se respectivamente com Angel Garma – analisando de Theodor Reik e Céles Ernesto Cárcamo


1944

O Prof. Décio de Souza assumiu a cátedra de Psiquiatria onde passou a divulgar os temas psicanalíticos até 1950 quando foi realizar sua formação psicanalítica na Inglaterra.


1934

Celestino Prunes – professor de Medicina Legal da Faculdade de Medicina de Porto Alegre – passou a ministrar anualmente um curso de elementos de psicanálise como introdução ao estudo da criminologia e da psiquiatria forense


Anos 30

Dyonélio Machado utilizava conhecimentos psicanalíticos na prática e no ensino da Clínica Psiquiátrica traduziu a obra “Elementos de Psicanálise”, de Edoardo Weiss, primeiro texto psicanalítico publicado em nosso meio


Anos 20

Ideias psicanalíticas chegam a Porto Alegre e eram difundidas em conferências realizadas na Faculdade de Medicina pelo professor de ginecologia, Dr. Martins Gomes, das quais participavam Mário Martins, Cyro Martins, e Lino de Mello e Silva, ainda pré-universitários

Predominantemente kleiniana em suas origens, a SPPA passou com o correr do tempo a contar com a crescente presença dos autores pós-kleinianos, franceses e norte-americanos.

O eixo fundamental da formação é o estudo cronológico da obra de Freud.

O interesse pelas idéias kleinianas foi trazido da Argentina por Mário Martins, Zaira Martins e Cyro Martins. Celestino Prunes, mesmo que se tenha formado com um analista clássico no Rio de Janeiro, também exerceu grande influência neste sentido. Também houve larga influência dos desenvolvimentos kleinianos através da obra de Hanna Segal, Bion, Meltzer, Winnicott , etc.

Nos primórdios da Sociedade, contamos com a presença de analistas Kleinianos através do intercâmbio com Arnaldo Rascowsky, Leon Grinberg, Willy Baranger e Horácio Etchegoyen.

Também recebemos, ao longo dos anos, expoentes do pensamento psicanalítico tais como: Leon Grinberg, Betty Joseph, Ruth Malcolm, Elizabeth Spillius, Christopher Bollas, Stefano Bolognini, Antonino Ferro entre muitos outros.

Desde o início, também os desenvolvimentos da psicologia do Ego foram incorporados ao currículo de ensino, através das obras de Hartmann, Kris, Loewenstein e Margareth Mahler. 

O contato da Sociedade com a escola francesa foi incrementado a partir das visitas de André Green a São Paulo em 1976 e Porto Alegre em 1994; Janine Chasseguet-Smirgel e Bela Grunberger em 1978 e 1987; René Diatkine em 1981.

A partir de 2005 o estudo dos autores da escola francesa e da corrente da intersubjetividade -reafirmando o espaço no pensamento científico do conceito de campo analítico do casal Baranger-, passaram a fazer parte oficial do currículo da formação no Instituto de Psicanálise, incluindo também textos originais de Lacan.

De uma maneira geral, a linha básica de trabalho em nossa sociedade tem-se orientado para a valorização do fato clínico, levando sempre em consideração as raízes biológicas do homem com suas vicissitudes instintivas e as relações primitivas de objeto como modelo determinante do desenvolvimento da realidade psíquica. Como elo de vinculação entre estes dois pólos enfatizamos o conceito de fantasia inconsciente.

A conseqüência desta conceituação para nossa prática clínica tem sido, independentemente dos posicionamentos teóricos individuais, reafirmar a importância da manutenção do setting, do método da livre associação, do uso da interpretação e reconstrução na análise sistemática e precoce da neurose de transferência e do uso da contratransferência.

2016/2017
Presidente: Maria Lucrécia Sherer Zavaschi
Diretora Administrativa: Eleonora Abbud Spinelli
Diretor Científico: Zelig Libermann
Diretor Financeiro: Emílio Salle
Diretor do Instituto: Carlos Gari Faria
Diretora de Publicações: Tula Bisol Brum
Diretor de Divulgação e Relações com a Comunidade: Kátia
Wagner Radke
Diretor da Infância e Adolescência: Rui de Mesquita Annes

2014/2015
Presidente: Anette Blaya Luz
Diretora Administrativa: Regina Pereira Klarmann
Diretora Científica: Maria Elisabeth Cimenti
Diretor Financeiro: Emílio Salle
Diretora do Instituto: Viviane Sprinz Mondrzak
Diretor de Publicações: Ivan Sérgio Cunha Fetter
Diretora de Divulgação e Relações com a Comunidade: Maria
Cristina Garcia Vasconcellos
Diretora do Núcleo da Infância e Adolescência: Maria Lucrécia
Sherer Zavaschi

2012/2013
Presidente: Viviane Sprinz Mondrzak
Diretora Administrativa: Eleonora Abbud Spinelli
Diretor Científico: José Carlos Calich
Diretora Financeira: Luiza Olga Luderitz Hoefel
Diretora do Instituto: Ingeborg Bornholdt
Diretor de Publicações: Zelig Libermann
Diretor de Divulgação e Relações com a Comunidade: Jair Knijnik
Diretora do Núcleo da Infância e Adolescência: Maria Elisabeth Cimenti

2010/2011
Presidente: Ingeborg Bornholdt
Diretora Administrativa: Alda Regina Dorneles de Oliveira
Diretor Científico: Carlos Gari Faria
Diretor Financeiro: Flávio de Oliveira e Souza
Diretor do Instituto: Sergio Lewkowicz
Diretora de Publicações: Maria Cristina Garcia Vasconcellos
Diretora de Divulgação e Relações com a Comunidade: Jussara Schestasky Dal Zot
Diretora do Núcleo da Infância e Adolescência: Nara Amália Caron

2006/2007
Presidente: Ruggero Levy
Diretor Administrativo: Jair Rodrigues Escobar
Diretor Científico: Sérgio Lewkowicz
Diretora Financeira: Heloisa Cunha Tonetto
Diretor do Instituto: Raul Hartke
Diretor de Publicações: José Carlos Calich
Diretor de Divulgação e Relações com a Comunidade: Zelig Libermann
Diretora do Núcleo da Infância e Adolescência: Mery Pomerancblum Wolff

2004/2005
Presidente: Raul Hartke
Diretor Administrativo: Jair Rodrigues Escobar
Diretor Científico: Ruggero Levy
Diretora Financeira: Mery Pomerancblum Wolff
Diretor do Instituto: Gerson Isac Berlim
Diretor de Publicações: Sérgio Lewkowicz
Diretora de Divulgação e Relações com a Comunidade: Eneida Iankilevich
Diretora do Núcleo da Infância e Adolescência: Ingeborg Bornholdt

2002/2003
Presidente: Gerson Isac Berlim
Secretário: Paulo Fernando B. Soares
Secretário Científico: Raul Hartke
Tesoureiro: Ruggero Levy
Diretora do Instituto: Marlene Silveira Araújo
Conselheiros: Isaac Pechansky e Luiz Carlos Mabilde

2000/2001
Presidente: Paulo Fonseca
Secretário: Gerson Isac Berlim
Secretário Científico: Antônio Carlos J.  Pires
Tesoureiro: Raul Hartke
Diretor do Instituto: Luiz Carlos Mabilde
Conselheiros: Carlos Gari Faria e Isaac Pechansky

1998/1999
Presidente: Carlos Gari Faria
Secretário: Paulo Fonseca
Secretário Científico: Juarez Guedes Cruz
Tesoureiro: Gerson Isac Berlim
Diretor do Instituto: Luiz Carlos Mabilde
Conselheiros: Paulo Martins Machado e Cláudio Laks Eizirik

1996/1997
Presidente: Luiz Carlos Mabilde
Secretário: Paulo Fonseca
Secretário Científico: Carlos Gari Faria
Tesoureiro: Paulo Fernando B. Soares
Diretor do Instituto: Cláudio Laks Eizirik
Conselheiros: Isaac Pechansky e Marlene Silveira Araújo

1994/1995
Presidente: Cláudio Laks Eizirik
Secretário: Roaldo Naumann Machado
Secretário Científico: Luiz Carlos Mabilde
Tesoureiro: Paulo Fonseca
Diretora do Instituto: Marlene Silveira Araújo
Conselheiros: Germano Vollmer Filho e Romualdo Romanowski

1992/1993
Presidente:Luiz Carlos Meneghini
Secretário: Germano Vollmer Filho
Tesoureiro: Luiz Carlos Mabilde
Diretor do Instituto: Romualdo Romanowski
Conselheiros: Cyro Martins e Sérgio Paulo Annes

1990/1991
Presidente: Marlene Silveira Araújo
Secretária: Nara Amália Caron
Tesoureiro: David Epelbaum Zimerman
Diretor do Instituto: Paulo Martins Machado
Conselheiros: Isaac Pechansky e Romualdo Romanowski

1988/1989
Presidente: Paulo Martins Machado
Secretária: Marlene Silveira Araújo
Tesoureiro: Luiz Carlos Meneghini
Diretor do Instituto: Romualdo Romanowski
Conselheiros: Germano Vollmer Filho e Isaac Pechansky

1986/1987
Presidente: Romualdo Romanowski
Secretário: Germano Vollmer Filho
Tesoureiro: Paulo Martins Machado
Diretor do Instituto: Isaac Pechansky
Conselheiros: Sérgio Paulo Annes e Luiz Carlos Meneghini

1984/1985
Presidente: Isaac Pechansky
Secretário: Romualdo Romanowski
Tesoureiro: Sérgio Paulo Annes
Diretor do Instituto: Germano Vollmer Filho
Conselheiros: José Maria Santiago Wagner e Roberto Pinto
Ribeiro

1982/1983
Presidente: Germano Vollmer Filho
Secretário: Isaac Pechansky
Tesoureiro: Luiz Carlos Osório
Diretor do Instituto: Sérgio Paulo Annes
Conselheiros: Roberto Pinto Ribeiro e José Maria Santiago Wagner

1980/1981
Presidente: Luiz Carlos Meneghini
Secretário:Sérgio Paulo Annes
Tesoureira: Zaira de Bittencourt Martins
Diretor do Instituto: Germano Vollmer Filho
Conselheiros: David Zimmermann e Fernando Luis Vianna Guedes

1978/1979
Presidente:Fernando Luis Vianna Guedes
Secretário: Luiz Carlos Meneghini
Tesoureiro: Germano Vollmer Filho
Diretor do Instituto: Roberto Pinto Ribeiro
Conselheiros: Mário Martins e Cyro Martins

1976/1977
Presidente: Mário Martins
Secretário: Luiz Carlos Meneghini
Tesoureiro: Isaac Pechansky
Diretor do Instituto: Sérgio Paulo Annes
Conselheiros: José Maria Santiago Wagner e Fernando Luis Vianna Guedes

1974/1975
Presidente: José Maria Santiago Wagner
Secretário: Sérgio Paulo Annes
Tesoureiro: Luiz Ernesto Pellanda
Diretor do Instituto: Roberto Pinto Ribeiro
Conselheiros: Mário Martins e David Zimmermann

1972/1973
Presidente: David Zimmermann
Secretário: Fernando Luis Vianna Guedes
Tesoureiro: Isaac Pechansky
Diretor do Instituto: José Maria Santiago Wagner
Conselheiros: Roberto Pinto Ribeiro e Mário Martins

1970/1971
Presidente: Roberto Pinto Ribeiro
Secretário: José Maria Santiago Wagner
Tesoureiro: Germano Vollmer Filho
Diretor do Instituto: David Zimmermann
Conselheiros: Cyro Martins e Mário Martins

1968/1969
Presidente: Cyro Martins
Secretário: José Maria Santiago Wagner
Tesoureiro: Sérgio Paulo Annes
Diretor do Instituto: Mario Martins
Conselheiros: Celestino de Moura Prunes e Paulo Luis Vianna Guedes

1965/1967
Presidente: Cyro Martins
Secretário: José Maria Santiago Wagner
Tesoureiro: Sérgio Paulo Annes
Diretor do Instituto: Mario Martins
Conselheiros: Celestino de Moura Prunes e Paulo Luis Vianna Guedes

1963/1965
Presidente: Mário Martins
Secretário: Roberto Pinto Ribeiro
Tesoureiro: David Zimmermann
Diretor do Instituto: Celestino de Moura Prunes
Conselheiros: José Jaime Lemmertz e Cyro Martins

1964/1965
Presidente: Cyro Martins
Secretário: José Maria Santiago Wagner
Tesoureiro: Sérgio Paulo Annes
Diretor do Instituto: Mario Martins
Conselheiros: Celestino de Moura Prunes e Paulo Luis Vianna Guedes